terça-feira, 31 de maio de 2016

RECOMEÇO


RECOMEÇO

Deixa-me viver
Nos silêncios
Nos abraços
Nos anjos
Nos beijos
No corpo que fala
No terço que guardo
Na oração da mente
Na palavra que chora
Na reza à vida
No respirar
No abraço ao vento
No escrever
No precisar das vírgulas
No sobreviver
Na passagem das palavras
No tatuar da alma
Nas lágrimas de orvalho
Na prisão sem idade
Na esperança do recomeço
Na vida vivida em amor.

♡.¸ ¸.☆¸.♡.¸ ¸.☆.¸ ¸.♡.¸¸.☆

Isabel Morais Ribeiro Fonseca

quarta-feira, 18 de maio de 2016

ÉS O MEU JARDINEIRO


ÉS O MEU JARDINEIRO

Abro o meu coração para imaginar-te
Nos meus sonhos, nas minhas fantasias
Quero pensar que esta noite estou nos teus
Braços em que tu estás ausente meu amor
Sinto a tua essência a queimar-me dramaticamente
Os meus ouvidos, sinto o cheiro do teu corpo
Quero pensar em ti como uma doce poesia
Respirar-te nos meus braços desnudando-te lentamente
Amarrando os nossos desejos num intenso nó
Numa respiração poética em que estás nu e és meu
Nós os dois estamos a navegar de desejos
Sentindo a maré cheia, na terra dos campos de trigo
Tu és o jardineiro que semeias no meu jardim
Nos sulcos do meu coração repletos de sonhos
Beijos que o vento trás sobre as asas do beija flor
Tu amor, só tu és a razão, a minha vida
A minha alma está iluminada pelo fogo dos teus olhos
E queima totalmente a minha essência feminina.
╭✿
Isabel Morais Ribeiro Fonseca

domingo, 8 de maio de 2016

RASGA-ME


RASGA-ME

Rasga-me por dentro, a pele do corpo
Dá-me a vida, tempo que desagua na alma
Como um rio que abraça com força o mar
Rasga-me as veias por dentro, faz-me sangrar
Para me encontrares dentro do que sou
Rasga-me descobre-me na minha solidão fechada
Mas nunca desistas de me procurar por favor
Rasga-me solta-me as asas, deixa-me voar
Tira-me deste meu longo, secreto esconderijo
Rasga-me o tempo, dá-me de novo a esperança
Para ganhar as asas que eu à tanto desejo.

♥♥╭✿╭✿ ♥♥

Isabel Morais Ribeiro Fonseca